Cheira a Primavera

quarta-feira, abril 30, 2014






Finalmente a Primavera deu sinais de vida, ganhou a batalha depois de muito vento frio, chuva e até tornados? Sim passou um por aqui que arrancou pinheiros literalmente, mas desgraças à parte estes últimos dias de Primavera por aqui têm sido excelentes, brisas quentes, céu azul, muitas andorinhas residentes temporárias pelos recantos da casa, o que é que nos apetece? Usar aquele vestido fresco e leve, decorar a casa de flores, e claro, cheirar bem!



Nada melhor para esta altura que usar um perfume leve e floral, nada de pesado, quente ou muito intenso, por isso é melhor optar pelas versões Eau de Toilette, Eau Fraiche e Colónias, a maioria dos perfumes das grandes casas de designer francesas têm sempre uma versão de Eau de Toilette ou Fraiche dos originais Eau de Parfum, que são mais intensos e perfumados









Perfumes e as diferenças?
Um perfume é composto por ingredientes como óleos, álcool e água.
A designação difere conforme a concentração de óleos na sua composição.


O mais forte é chamado de “extracto”, poucas marcas têm esta versão mais “concentrada”, contém 15 a 25% de óleos.


Depois temos a eau de parfum, que é o mais popular, com 8 a 15%, a seguir a eau de toilette, com 4 a 10%, depois a eau de cologne, com 2 a 5%, e finalmente a eau fraîche, que não ultrapassa os 3%. 


No entanto, convém ter em conta que, nos últimos anos, algumas marcas começaram a lançar as várias reformulações dos seus perfumes não só com concentrações diversas, mas também com composições ligeiramente diferentes, por exemplo especialmente formulados para o Verão, ou para a Noite, puxam mais pelas notas florais nas eau de toilette e pela parte frutada nas eau de parfum, ou acrescentam uma nova nota o que pode fazer com que algumas pessoas gostem apenas de uma das versões do perfume, sendo a alterada a preferida ou a odiada.











Como eu o descrevo?
Pois bem, dito isto experimentei a minha primeira Eau Fraiche, a nova versão do conhecido perfume Seeby da Chloé, mais leve, mais floral e jovem, a marca descreve como “entrar num jardim parisiense”, e digamos que consigo facilmente imaginar isso ao fechar os olhos e cheirar o seu suave aroma.



A sua embalagem é igual à original do Eau de Parfum, inspirada numa gaiola antiga, é um mimo, até tem uma argolinha para “pendurar” tal e qual, apenas muda o tom do próprio produto que é ligeiramente cor-de-rosa ao invés de amarelado e a cor do logótipo que é rosa também. São estes pequenos pormenores “coquéticos” e franceses que me fazem babar por estes produtos tão femininos e mimosos.



O cheiro, ora o cheiro, claro que não vos consigo explicar como ele cheira, é difícil descrever, posso dizer que os ingredientes principais são jacinto, flôr de macieira, jasmim e almíscar.



Quando o cheiro sinto-me menina inocente e sonhadora com o cabelo que bate na cara levemente perfumado pelo champô, aquele cheiro subtil que é só meu e de quem se aproxima demais, não a mulher poderosa que usa perfume e gosta que toda a gente o sinta e consiga perceber a sua atitude e presença de imediato.


Sinto-me rodeada de flores de Primavera ao mesmo tempo que um cheiro adocicado a mel paira no ar.










Não experimentaram ainda? Não deixem escapar na próxima visita à Perfumaria e podem espreitar a publicidade aqui.



Preços? Onde encontrar?

A partir de 45€

Perfumarias

Online AQUI





Posts Relacionados

0 COMENTÁRIOS