How to Kill the Oil in your Hair!

quarta-feira, março 27, 2013


Há umas semanas que introduzi 3 produtos da Intea na minha rotina de cabelo, são eles da gama de Chá Verde e Menta, específicos para cabelos oleosos, que infelizmente é o meu caso, como tenho o cabelo super liso então nota-se logo mais facilmente, as raízes são terríveis  no dia seguinte já sinto essa zona meia oleosa, e dai até chegar ao resto do cabelo é num instante... dia sim dia não tinha de lavar o cabelo, e faz mal lavar com esse curto espaço de tempo, dá cabo do cabelo, coitado ainda tem de levar com o secador nestes meses mais frios.
  Durante anos experimentei champôs para esse problema de várias marcas, mais caros, menos caros, mais naturais menos naturais enfim, mas lá estava, funcionavam as primeiras lavagens, e depois o sacana do cabelo parece que se habituava ou ficava imune ao champô e olha, voltava à same old story!

Solução? Não usar sempre o mesmo champô, dah. Bem traduzindo, ando a usar há uns meses um champô   anti-queda brasileiro que ouvi falar super bem, porque me andavam a cair toneladas de cabelo depois do Verão passado, praia+piscina+alimentação meia descuidada... pronto, já se sabe. E pronto no inicio mais uma vez o cabelo ficava maravilhoso, mas depois nhé... parece que já nem tanto, quanto à oleosidade não fez nada obviamente, mas da queda notei menos cabelos na escova, isso é verdade e parece ter ficado mais forte.

Até que introduzi o menino Intea de Chá Verde e Menta, traduzindo, uso os dois, passo primeiro com o Intea para remover a oleosidade e sujidade e depois ponho apenas o champô anti-queda a actuar 2 minutos, e posso dizer que já passo até 3 dias sem lavar o cabelo, parece que ficou mais neutro e balançado com esta táctica. O amaciador ponho apenas a meio do cabelo para baixo, para não chegar perto das raizes, e actuar no sitio onde embaraça mais mesmo que são as pontas.
E a máscara vai apenas uma vez por semana para actuar mais a fundo no cabelo.

Agora um bocadinho de História sobre a Intea

Foi fundada em 1915 por um cabeleireiro espanhol chamado Pelayo Beltran Gonzalez em 1979, o seu filho e sucessor, Jose Ignacio Beltran Villarera  era farmacêutico e fundou a Duarte e Beltran S.A. actual proprietária das marcas e patentes INTEA. Os produtos são especializados para cabelos e pele, com linhas reduzidas e de confiança, a empresa ainda mantêm o seu logo antigo bastante Vintage e os packings simples e Retro!

Curiosamente lembro-me da minha irmã, que é mais para o loura, em adolescente(há muitos anos, ela ja anda nos 30 e muitos) usar produtos Intea específicos para cabelos louros, que mantêm ou tornam o cabelo mais claro  graças às propriedades de camomila sem estragar o cabelo, e sem cabeleireiros, por isso meninas se são louras ou querem ficar mais já sabem!

A Gama Intea Chá Verde e Menta

 O Champô
Bem, dá para todo o tipo de cabelos, mas é mais indicado para cabelos oleosos, mas pode funcionar como um champô purificante sabem? Tipo aqueles só para eliminar a sujidade que normalmente são translucidos, pois bem este também é, apenas é verde, óptimo para quem tem uma vida agitada, lava muitas vezes o cabelo ou para depois do ginásio, tem um cheiro muito agradável a menta, suave até, posso dizer que não sinto "frescura" na cabeça nem nada que se pareça, mas deixa um suave aroma fresco e mentolado depois de lavado, sabem quando passamos os dedos no cabelo a espremer  o excesso de água e até "chia", é o barulho da limpeza, depois de seco fica super brilhante e solto.


O Amaciador
O amaciador é um pouco diferente dos que estou habituada a usar, é mais "gel" do que creme, não deixa o cabelo pesado ou com aquela sensação "plástica", para mim é o amaciador ideal, não pesa e ponto final.



A Máscara
Mais consistente e concentrada, também ela num aspecto de gel-creme já é mais pastosa e cremosa, deixa o cabelo bem nutrido e hidratado como uma máscara deverá ser.


Onde encontrar?
Preços a partir dos 8€
O resto da gama de produtos Aqui
Online Aqui
Lojas fisicas, como farmácias, parafarmácias, dietéticas mais informações Aqui

Posts Relacionados

15 COMENTÁRIOS

  1. Sofro do mesmo problema :)

    Tentei de tudo como tu, marcas boas, marcas caras, manter produto, trocar produto, etc etc etc
    A longo prazo descobri que a melhor combinação (pelo menos para mim) é uma alimentação regrada sem muitos fritos (quanto mais comida oleosa, pior a pele e cabelo) e o uso de um champô de criança. Experimentei já sem saber bem o que fazer e ajudou muiiitttooo! Mais tarde perguntei à minha cabeleireira e ela disse que os champôs de bebé e criança por serem mais neutros e purificantes às vezes resultam bem para um cabelo mais seco (na medida certa), suave e leve.

    Mas agora fiquei curiosa com este :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah pois é, também andei uns meses a usar o jonhsons baby mas depois tambem parece que perdeu o efeito, entretanto este brasileiro anti-queda acho que em conjunto com este funciona lindamente, como não tem sal (o que faz mal pelo que percebi, é só para fazer espuma), e o intea como é um purificador trabalham em conjunto e ajudaram bués! Noto mesmo muita diferença, quanto á alimentação acredito que também tenha muito a ajudar, agora ando a tomar suplementos de levedura de cerveja que é bom para cabelo, pele e unhas, a ver se funciona alguma coisa também :p

      Beijinho**

      Eliminar
    2. Ando a ver suplementos também, com a queda do cabelo vieram umas unhas quebradiças que nunca me tinha acontecido, depois tens de contar como correu com os que andas a experimentar ;)**

      Eliminar
  2. O meu cabelo anda numa fase péssimo! Tenho que o lavar todos os dias!

    http://hiimab.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  3. Eu sempre tive o cabelo muito saudável, elogiado por todas as cabeleireiras a que ia, até ao dia em que, sem nada que o justificasse, passou a ser muito oleoso. Tentei tudo e mais alguma coisa, desde mezinhas caseiras até champôs muito caros, e, tal como tu, notei que mesmo os mais eficazes rapidamente perdiam o efeito.

    Um dia, por sorte, apanhei uma discussão num fórum sobre o assunto, em que várias pessoas diziam consistentemente bem de uma solução. O que me chamou a atenção foi que enquanto nos fóruns e blogues geralmente alguém dá uma "cura milagrosa", as outras pessoas dizem "vou experimentar!" e nunca mais dizem nada, naquele caso a grande maioria das comentadoras deu-se ao trabalho de voltar ao fórum para dar feedback positivo. Portanto decidi experimentar o tratamento, que consistia em lavar o cabelo com champô de extracto de melaleuca (em inglês, Teatree - apesar de a planta não ter nada a ver com o chá), e depois de tirar o champô, enxaguar o cabelo com Listerine original (sim, o elixir bucal!... (o original castanho e não os outros com sabores)).

    Como não achei o champô decidi experimentar apenas o Listerine, e eis a minha surpresa! Usar o elixir para enxaguar, durante três dias, foi o suficiente para o cabelo começar imediatamente a demorar mais tempo até ficar oleoso, mesmo usando um shampô banal de supermercado.

    Entretanto achei o shampô de melaleuca (da Dr. Organic, também em lojas de produtos naturais, e também por €8), e neste momento, mesmo sem usar o Listerine (que só uso em situações de "emergência", quando o cabelo fica mesmo impossível), aguento perfeitamente três dias sem lavar o cabelo e sem oleosidade, caspa, comichão ou cheiro.
    Tendo em conta que o preço é o mesmo, quando acabar o meu champô vou experimentar a tua opção. Se quiseres depois faço a comparação.

    Enfim, espero que esta informação possa ser útil para os que têm problemas de oleosidade. A discussão no fórum que referi é esta:

    http://www.medhelp.org/posts/Dermatology/suddenly-oily-hair-that-wont-correct/show/441225

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. omg, tou parva com essa do listerine lol! tenho de experimentar! obrigada pelas dicas!
      Beijinho*

      Eliminar
  4. Tenho sofrido horrores com a oleosidade do meu cabelo, actualmente por acaso até anda melhor, como mudei de meio e a agua daqui me resseca mais o cabelo nao noto tanto a oleosidade mas antigamente lavava mesmo todos os dias, porque ir trabalhar para um cabeleireiro e com o cabelo a parecer uma frigideira não era muito agradavel de se ver ;)

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  5. Ao ver as tuas fotos, nunca diria que tens cabelo oleoso! Espero que esta combinação continue a resultar :) Eu tenho mesmo que lavar o meu cabelo todos os dias, pois depois de 3 aulas de fitness seguidas já não há mais nada a fazer.
    Ha! E que volte o solinho! Tenho saudades das tuas fotos de maquilhagens e produtos :)

    ResponderEliminar
  6. o meu cabelo é exatamente o contrário... super seco e tenho de colocar produtos para hidratá-lo caso contrário no dia seguinte nem lhe pego!!!

    bjo**

    ResponderEliminar
  7. Sofro do mesmo problema! Como tenho as pontas muito secas e as raízes muito oleosas, o que funciona melhor comigo é o bain divalent da kerastase.

    beijinhos

    http://lookluisa.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  8. O meu cabelo desde a adolescência sempre foi oleoso. É ainda super liso, fino e abundante. Sempre o lavei dia sim, dia não (às vezes aguenta três dias, com champô seco, grande aliado). Como eu sou uma total nulidade em penteados, sempre tive cortes daqueles que levam cinco minutos de secador e já está. É o que me vale!

    ResponderEliminar
  9. Infelizmente o meu cabelo sofre do mesmo mal... habitua-se a todo o tipo de champô muito facilmente, e alguns, é um castigo para os acabar. Dia sim dia não tenho que o lavar, e mesmo nos dias "não", tenho sempre que utilizar o champô seco :/
    Sem dúvida que vou dar uma oportunidade ao INTEA :)

    Bjinhos***

    ResponderEliminar
  10. Infelizmente sofro do mesmo mal...O meu cabelo habitua-se a todo e qualquer champô que utilize. Dia sim dia não tenho que o lavar e mesmo nos dias "não", o champô seco não pode faltar :/
    Sem dúvida que vou dar uma oportunidade ao INTEA :) Obrigada pela dica!

    Bjinhos***

    ResponderEliminar
  11. gostei muito da forma como foi feita a review,sem duvida que me vai ajudar imenso, obrigada :) Filipa Antunes

    ResponderEliminar
  12. eu tenho exactamente o mesmo problema que tu, e nem com o facto de ser pintado deixou de ficar oleoso com a mesma regularidade (um pouco menos, mas nada que me livre de o lavar dia sim - dia não).
    na verdade a regularidade com que o lavo não é o que me preocupa, mas sim o facto de eu saber que está a começar a ficar oleoso, é muito desconfortável porque me sinto suja -.-
    sendo assim um dia destes hei-de experimentar esse champô, ainda por cima adoro o cheiro a menta! :D
    obrigada por o dares a conhecer!
    beijinhos *
    eighteen and a life

    ResponderEliminar

Escrever comentário...